Thursday, 11 August, 2022

Auxílio-doença da Previdência dispara

Pedidos de auxílio-doença disparam no INSS durante a pandemia

dispara-auxilio_doenca_posto_ferchado
Posto de atendimento do INSS fechado para atendimento

O número de pedidos de auxílio-doença disparou durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo o Instituto de Seguro Social (INSS), as solicitações do benefício saltaram de aproximadamente 100 mil para cerca de 500 mil, em um mês, entre março e abril. Desde 2018, o órgão não registrava uma fila tão grande para concessão do auxílio-doença.

O prazo médio de realização de perícia estava em 15 dias, em março, quando começou a pandemia no país. Agora, a perícia não está mais sendo realizado de forma presencial e o tempo médio de análise dos dados do segurado também cresceu em abril, mas o INSS não informou uma estimativa do prazo de espera.

Auxílio-doença mudou com agências fechadas

Com o fechamento das agências, o INSS suspendeu a realização de perícias médicas e mudou o procedimento para a requisição do benefício. O processo é feito totalmente online com a apresentação de um laudo ou atestado médico apresentado junto à solicitação do benefício. Embora o anúncio do novo sistema tenha sido feito ainda em abril, a concessão do auxílio está começando este mês porque o INSS estava adaptando a sistemática de concessão. Mesmo assim o órgão já havia iniciado a antecipação dos primeiros 15 dias de salário de trabalhadores infectados pelo novo coronavírus.

Os atestados médicos enviados pela internet estão sendo avaliados de forma remota pelos servidores do INSS na liberação do auxílio-doença e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) das pessoas com deficiência. O auxílio-doença também podera ser liberado para quem for diagnosticado com coronavírus.


(*Com informações do jornal Extra – Leia mais e saiba as exigências e o passo a passo para acessar o sistema

https://extra.globo.com/noticias/economia/pedidos-de-auxilio-doenca-disparam-no-inss-durante-pandemia-24421262.html


Leia mais

2 comments on “Auxílio-doença da Previdência dispara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.