Wednesday, 07 December, 2022

Corrida pela aposentadoria

Reforma da Previdência: INSS vê ‘corrida’ pela aposentadoria, e nega mais da metade dos pedidos

Renato_Vieira_presidente_INSS_corrida_pela-aposentadoria
O presidente do INSS, Renato Vieira (Agência Câmara)

Detectada uma ‘Corrida pela Aponsentadoria’. O receio de ser prejudicado pela reforma da Previdência tem feito muitos brasileiros correrem às agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Mas, ainda sem direito à aposentadoria, a maioria tem visto seus pedidos negados pela entidade.

Pedidos de aposentadoria sem observar direitos

O presidente do INSS, Renato Vieira, explica que, por causa da reforma, é normal que as pessoas peçam aposentadoria mesmo sem ter direito — e obviamente o pedido será indeferido. Dados do INSS mostram que, em 2019, até o dia 25 de setembro, dos 1.613.541 pedidos de aposentadoria, 713.428 foram concedidos, ou seja, 55,8% foram recusados e 44,2% aprovados.

Leia mais sobre a Reforma da Previdência

https://riaambrasil.org.br/mais-impactos-da-reforma-da-previdencia/

Os índices de pedidos rejeitados seguem dentro da média registrada nos últimos dois anos, quando a reforma da Previdência começou a ser debatida.

Vieira explica que muitos segurados estão fazendo o pedido de aposentadoria com medo de serem prejudicados, mas que ainda não têm direito de se aposentar.

Segundo o presidente do INSS, há casos de pessoas que sabem que não têm direito e pedem achando que o INSS vai conceder mesmo assim ou fazem o pedido sem sequer saber se têm direito. Vieira recomenda aos segurados entrar na plataforma Meu INSS e fazer o simulador de aposentadoria. “Ali mostra se tem direito e quanto será o valor da aposentadoria”, explica.

(* Com informações do Portal G1 – Saiba mais sobre os tipos de aposentadoria e leia a íntegra

https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/10/09/reforma-da-previdencia-inss-ve-corrida-pela-aposentadoria-e-nega-mais-da-metade-dos-pedidos.ghtml

0 comments on “Corrida pela aposentadoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *