Wednesday, 17 August, 2022

O que leva à suspensão do BPC

Um dos principais critérios para receber o BPC (Benefício de Prestação Continuada) é a renda. Idosos e pessoas com deficiência têm direito ao benefício se o rendimento por pessoa da família (per capita) for de até um quarto do salário mínimo, o que dá R$ 303 neste ano.

Se a renda aumentar, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pode cortar o BPC. No entanto, essa não é a única regra de corte e os cidadãos precisam ficar atentos a questões ligadas à atualização do CadÚnico (Cadastro Único).


Leia sobre a ampliação do BPC

Confira três motivos de corte do PBC

  • Mudança na situação econômica da família – A renda por pessoa do grupo familiar deve ser menor ou igual a um quarto do salário mínimo. Para o cálculo, somam-se os rendimentos brutos mensais dos familiares. O montante deve ser dividido pelo número de pessoas que compõem o grupo. Basta alguém da família passar a ganhar renda que pode descaracterizar o status inicial de pobreza familiar.
  • Não atualizar o CadÚnico – Também é necessário estar atento ao aplicativo Meu INSS e é recomendável manter o endereço atualizado, para não perder eventuais correspondências que venham pelos Correios.
  • Evolução no quadro de saúde – Uma melhora no quadro de saúde pode justificar a interrupção do BPC destinado a pessoas com deficiência.


(* Com informações da Folha de São Paulo – Via Ieprev – Leia mais aqui )


Veja também na RIAAM-Minas

0 comments on “O que leva à suspensão do BPC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.