Wednesday, 07 December, 2022

Reforma da Previdência será mais dura conforme a profissão

metalurgico_trabalhando
Metalúrgico: uma das funções atingidas (Imagem: Pixabay)

Bancários, comerciários, trabalhadores domésticos, metalúrgicos, enfermeiros, industriários, vigilantes, motoristas, motoboys e professores.

Trabalhadores com direito ao tempo especial estarão entre os mais atingidos pelas mudanças com a reforma da Previdência.

A reforma da Previdência aprovada pela Câmara vai valer para todas as categorias de trabalhadores do setor privado, além de atingir o funcionalismo público federal, mas terá consequências diferentes para atividades profissionais específicas.

Bancários, administradores e quaisquer profissionais que não possuem regras especiais terão aposentadorias com idade mínima de 62 anos, para mulheres, e de 65 anos, para homens.

As exceções serão os trabalhadores mais próximos de se aposentar pelas normas atuais e que, por isso, terão acesso às regras de transição para abreviar a espera pelo benefício do INSS.

Menos que o salário mínimo

A nova Previdência prevê que o trabalhador que receber menos do que o salário mínimo em um mês precisará completar suas contribuições ou retirar o excedente de outros meses para ter a competência contada na aposentadoria.

A medida poderá reduzir a média salarial do intermitente que trabalhou pouco no mês ou dificultar e até impedir a obtenção da carência para a aposentadoria.

Profissionais que hoje exercem atividades em que há risco à saúde ou à vida estarão entre os mais atingidos pelas mudanças, como industriários expostos ao ruído e produtos químicos, ou trabalhadores da saúde que atuam na presença de agentes biológicos.

Além de passarem a ter idade mínima na aposentadoria, alguns correm risco de sair da regra especial, segundo advogados.

(* Com informações do Mix Vale e jornal Agora

Leia mais no link abaixo

https://agora.folha.uol.com.br/grana/2019/08/reforma-da-previdencia-sera-mais-dura-conforme-a-profissao.shtml

0 comments on “Reforma da Previdência será mais dura conforme a profissão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *